logo

McDonald’s terá fast-food movido a sol

Como parte dos esforços para diminuir em 36% sua pegada global de carbono até 2030, a rede McDonald’s contratou a geradora AES Tietê para abastecer 39 lanchonetes no Brasil com energia solar.

O investimento da geradora em três fazendas solares de 5,3 megawatts, que serão entregues em dezembro, vai ficar em 30 milhões de reais. “Será uma das maiores usinas para servir um único cliente”, diz Ítalo Freitas, presidente da AES Tietê. Com o projeto, o McDonald’s deixará de emitir gás carbônico equivalente ao consumo de 7.000 residências por ano.